Domingo, 22 de Abril de 2012

Sempre gostei de crianças

Sempre gostei de crianças

Desde a minha tenra idade

Vejo nelas uma esperança

Para o bem da humanidade

 

Ou no campo ou na cidade

E gosto de as ver brincar

Pelos jardins saltitar

Esbanjando felicidade

Sem se lembrarem da idade

Algumas ainda usam tranças

Falando com sinceridade

Sempre gostei de crianças

 

Elas tem confiança

Pelo futuro que esperam

Mas algumas desesperam

Ao deixarem de ser crianças

Vêm  fugir-lhe as esperanças

De acabar com a crueldade

E vi bem poucas mudanças

Desde a minha tenra idade

 

Só desejam liberdade

Mesmo quando vão para a escola

Algumas ainda pedem esmola

Para vergonha da humanidade

É bem triste esta verdade

Que á fome morram crianças

Neste mundo de crueldade

Vejo nelas uma esperança

 

Estas crianças de agora

Que amanhã serão adultas

Andarão pelo mundo fora

Como hoje já andam muitas

Neste mundo de falsidade

Que ninguém cumpre o que diz

Que deus as faça feliz

Para bem da humanidade

publicado por ldcristiano às 21:06
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30

.posts recentes

. O livro

. Sempre gostei de crianças

. Do Luís para a Teresa, Na...

. Do Luís para a Teresa pel...

. Embora pareça normal

. Dia da Mãe

. As nossas escursões

. Que me dera ser menino

. Terceira idade

. Caderninho de capa preta

.arquivos

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2009

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

RSS